RUMO À ORIGEM DAS ESPÉCIES?

20/08/2011 20:38

 

Não diríamos que chegue a tanto! São, apenas, pequenas notas. Deixássemos a cargo do “pai do evolucionismo”, teríamos, no mínimo, a reinvenção da organologia (ciência que estuda a origem e a evolução dos instrumentos)! Mas não incomodemos Charles Darwin em seu repouso sagrado_ afinal, após revezar-se entre grandes teorias, ensaios e recitais, supõe-se esteja bastante cansado! Mas nada que o impeça de extrair da música o elixir para suas obras-primas.

 

Que a música influenciou consideravelmente os trabalhos de Charles Darwin é fato. O que não está muito claro é a origem de tanta inspiração! De noites agradabilíssimas_ presume-se _, animadas pelo som do piano ao talentoso toque da esposa e prima, a concertista Emma Darwin_ eximia aluna de Chopin!

 

Dizem as boas e as más línguas que todas as noites eram festa na residência dos Darwin. Submetido a exposições musicais diárias, em doses elevadíssimas, Charles Darwin teria sido acometido por insights que dariam origem as suas teorias.

 

Segundo Darwin, a “voz e o poder da música” seriam as principais armas de que nossos ancestrais dispunham para atrair o sexo oposto e assegurar posição privilegiada na disputadíssima competição em prol da propagação das espécies. Se a assertiva de Darwin foi concebida com a devida fundamentação científica, é fato que não nos cabe questionar, mas não nos resta qualquer dúvida de que o naturalista não precisou de grandes dotações musicais para assegurar o amor de Emma e garantir a perpetuação de sua descendência e ideias _tarefa na qual se saiu muitíssimo bem!

 

Resta-nos saber se teremos a mesma sorte com nossas pequenas notas. Na verdade, pequenos tópicos sobre os instrumentos do grupo (os antigos e os nem tanto). Para os interessados em dar uma conferida nesta mais nova subpágina do Antique-online, basta acessar, na árvore genealógica do site, o item “Sobre Nós” e, seguindo a linha sucessória, clicar na subpágina "Instrumentos". Uma das preciosidades que encontrarão por lá é um curta (3min) com o praticamente centenário luthier das sanfonas_ o memorável “Seu Tão”.  

 

Ainda no delicado processo de seleção natural e propagação das espécies, aproveitamos para assegurar futuros descendentes a nossa seção de artigos intitulada “A Arte de Ouvir e Redigir”. Lembramos a todos que a seção é aberta a contribuições (em português, inglês, francês, espanhol ou esperanto; para que pessoas de diferentes línguas tenham o que ler no site!). O foco é ARTES _ em todas as suas expressões_ ou temas diversos em que o assunto “Artes” apareça ainda que transversalmente. Interessados, favor contatar o e-mail: grupoantiqueonline@gmail.com

 

A vocês, caros leitores, o nosso goodbye,

 

Com abraços do ANTIQUE

 

 

*Para saber mais sobre a relação entre música e seleção natural, veja “Voice and Musical Power” (A Voz e o poder da Música), seção integrante do cap. XIX da obra Descent of Man and Selection in Relation to Sex (A Decência do Homem e a Seleção em Relação ao Sexo)_Charles Darwin. Como até as grandes obras estão sujeitas a pequenos erros, não se esqueçam de ignorar imprecisões do tipo: “Os homens são mais corajosos” e têm “gênio mais criativo que as mulheres”. Falta praticamente imperdoável para alguém como Charles Darwin! Mas, como já dizia o mestre Machado de Assis: “O erro é deste mundo (se me engano, não é por falta de diligência em buscar a verdade)”! Creio que Darwin está perdoado!

 

 

Contribuição: Maramax

 

© 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode